Verbo
Verbo

VERBO 2019


Verbo 2019

Em sua 15ª edição, a Verbo - mostra de performance arte, que acontece de 9 a 13 de julho, na Vermelho, no Centro Cultural São Paulo (CCSP) e no Contemporão SP, e de 16 a 18 de julho, no Chão SLZ e no Re(o)cupa (São Luís, MA), conta com mais de 40 projetos, entre ações ao vivo, filmes e vídeos, conversas abertas ao público, oficinas de criação, além de uma residência artística em parceria com a Casa do Sereio, na cidade da Alcântara (MA). A seleção ficou a cargo da artista, curadora e gestora cultural, Samantha Moreira, e do diretor artístico da Verbo, Marcos Gallon.

Em 2019, a Verbo dá continuidade às parcerias com a Temporada de Dança Videobrasil e o Estudio Baile e o Centro Cultural São Paulo (CCSP), e inicia novas aproximações, desta vez com o Contemporão SP, espaço dedicado a performance, participação e performatividade, em São Paulo, com o Re(o)cupa que é um espaço independente localizado em São Luís (MA), e com o projeto de residência artística Casa do Sereio.

A Verbo foi criada pela Galeria Vermelho em 2005. Seu objetivo é o de articular aproximações entre artes visuais, dança, literatura e teatro, entre outras linguagens, com o intuito de expandir o terreno conceitual da performance arte herdado dos anos 1960 e 1970.

Com programa semelhante, mas não idêntico ao da Verbo em São Paulo, a Verbo SLZ surgiu em 2018 no Chão SLZ. Localizado em um galpão no centro histórico de São Luís, o Chão SLZ é um espaço independente que busca, por meio de parcerias com artistas, instituições e projetos independentes, criar um ambiente propício para a troca de conhecimentos de forma horizontal.

A efervescência que caracteriza a cena da arte atual em São Luís, evidencia um novo período na história dessa cidade que sempre esteve em evidência na história da nação. Frágil se comparado com outras capitais do sul do país, o sistema da arte em São Luís não possui uma rede ampla de museus e galerias, mas o sangue novo dá as caras de forma espontânea e potente, especialmente em espaços alternativos e contra-hegemônicos. Ele surge de dentro da rua encabeçado por iniciativas autogeridas, como o Chão SLZ que imantam a cidade com energia jovem e vibrante, emancipada dos vícios do sistema.

Em São Luiz, a performance arte ocorre nas ruas quando seus habitantes ocupam o espaço público com seus corpos diversos. Os artistas ligados a essa linguagem buscam desvendar o oculto por meio da emoção e do afeto, e para isso se ocupam das mais variadas formas de interpretar as religiosidades que convivem na cidade. O afeto, aliás, parece funcionar como elemento detonador dessas práticas que apontam para uma vontade de transformação em si, fugindo assim à reverência ao conceito, ao pensamento como prioridade, mas valorizando a reapropriacão do sensível como fator detonador essencial na construção do indivíduo.

Com essa nova vínculo, entre São Paulo e o Maranhão, a Verbo busca continuar ampliando a noção de performance, buscando referências e vivências onde a institucionalização pode ser frágil, mas a potência é vital, o que, afinal, é a essência de toda a ação que parte do corpo.

Marcos Gallon
Diretor artístico da Verbo