Exposies

Black Bloc

DE 24/02/2015 - 21/03/2015 A

 

(2015)

Na sala 3 da Vermelho, Dora Longo Bahia mostra uma série de trabalhos feitos a partir das manifestações que vem ocorrendo no Brasil desde junho de 2013.

Na instalação que dá título à mostra, 126 placas cimentícias trazem silhuetas de garrafas de vinagre serigrafadas em preto. São como retratos de manifestantes, com seus capuzes pretos e suas garrafas de vinagre, utilizadas para neutralizar os efeitos das bombas de efeito moral usadas pela polícia. Em meio às diferentes garrafas de vinagre, uma única silhueta de um coquetel molotov destaca-se, salientando a iminência da violência. Longo Bahia discute o poder de irradiação da união de uma massa de pessoas sem rosto.

Em outro trabalho, também intitulado Black Bloc, um conjunto de 11 garrafas de vinagre foi esculpido em torno a partir de blocos maciços de nylon preto. Embora sejam feitas em escala natural em relação às garrafas originais, sua materialidade lhes confere monumentalidade e, mais uma vez fica evidente o caráter icônico de simples garrafas de vinagre, transformadas em símbolos de resistência no atual momento histórico brasileiro.

Simultaneamente, nos vídeos Lucifer e Lilith, Dora traça um paralelo entre os Black Blocs e as mulheres mulçumanas que vestem a burca. A artista trata de dois sujeitos sem lugar na contemporaneidade. Os jovens manifestantes sem identidade e as mulheres religiosas que não mostram o corpo. Em Lucifer, os manifestantes são mostrados como crianças que, depois da queda de um anjo numa idílica e misteriosa floresta de cores vibrantes, tentam sobreviver numa paisagem pós-apocalíptica. Uma das crianças é o “portador da luz”, significado original da palavra lucifer, pois tem nas mãos um coquetel molotov – causa ou consequência da destruição?

Em Lilith, a artista apresenta uma paisagem lunar permeada por vulcões e gêiseres, intercalada por tomadas de um casal que parece conversar numa paisagem desértica, inóspita e hostil. A mulher, vestida com uma burca, escuta o homem que, com o rosto coberto por um keffiyeh, gesticula sem fazer sentido. Lilith é a primeira companheira de Adão, feita da mesma matéria prima que ele e por isso é sua igual. É uma "criatura da noite”, significado original da palavra lilith, expulsa do paraíso por disputar sua importância com Adão.

Junto à série Black Bloc, os vídeos Lucifer e Lilith trazem uma visão iconoclasta sobre representações enraizadas na mídia e na religião.