Exposies

O.D.I.R.E.S. – Objetos Derivados, Intrínsecos aos Restos Emulsionados ou Saqueados - Odires Mlászho

DE 30/05/2006 - 24/06/2006 A

 

Na individual “O.D.I.R.E.S. – Objetos Derivados, Intrínsecos aos Restos Emulsionados ou Saqueados”, Odires Mlászho apresenta toda uma nova série de trabalhos inéditos. No térreo da galeria será exposta a séria “Mestres Açougueiros e Aprendizes”, composta por quatro imagens em grande formato, criadas a partir de fragmentos de fotografias da pele humana retiradas de revistas de nu masculino e feminino. Tais fragmentos compõem, através da técnica da colagem, corpos sem rosto, apontando para a ausência de identidade representada pela propagação, por parte da indústria da estética, de corpos perfeitos. “Mestres Açougueiros e Aprendizes” se relaciona diretamente com a série de colagens que será apresentada no mesmo espaço chamada “Flaps”. Nessa série, o artista se apropria de antigos catálogos industriais e de manuais de anatomia, sobrepondo-os através de cortes no papel, transformando o texto supostamente descritivo desses livros em paisagens indecifráveis. O interesse de Mlászho por livros e enciclopédias antigas reaparece na série “Livros objetos”, na qual o artista remove o acabamento da capa dos livros em busca do papel que lhes serve de estrutura e, a partir daí, resignifica tais objetos juntando vários fascículos criando esculturas desses objetos, em total desuso atualmente. “Minha sobremesa preferida”, série de quatro fotografias, evidencia as marcas deixadas por traças nessas grandes enciclopédias e “Do Inferno e Lugares Próximos” revela em duas grandes ampliações fotográficas os clichês de zinco usados como matriz na ilustração de livros. Além disso, Mlászho apresenta também a série de fotos escavadas manualmente “Portas externas”, e “Teddy Bear”, instalação composta por quatro ursos de pelúcias, criados a partir de velhos casacos de pele, adquiridos em brechós e que revelam muito do processo desenvolvido pelo artista em suas criações.

Odires Mlászho (46) – Exposições individuais: Fotomontagens Paulistanas, Espaço Nossa Caixa, São Paulo, 2004; A Palidez Iluminada, Foto Arte, Museu de Arte de Brasília, Brasília, 2003; Desenhos Polímeros (Artérias, Limbos e Cidades), Instituto Moreira Salles, São Paulo, 2002. Exposições Coletivas: Veracidade, Museu de Arte Moderna, São Paulo, 2006; Prêmio Porto Seguro, Espaço Porto Seguro, São Paulo, 2005; Verbo, Galeria Vermelho, São Paulo, 2005; Viés, Galeria Vermelho, São Paulo, 2005.