Exposies

Coletiva - Solto, Cruzado e Junto

DE 24/04/2004 - 22/05/2004 A

 

(2011)

As artistas Cinthia Marcelle, Marilá Dardot e Sara Ramo abrem a exposição “Solto, Cruzado e Junto”, dia 24 de abril, na Galeria Vermelho.

A exposição traz trabalhos individuais das três artistas, que apresentarão ainda, no dia da abertura, um trabalho coletivo que dá o título à exposição. “Solto, cruzado e junto” são as três maneiras de se dançar bolero. Trabalho/proposição/divertimento que usa o bolero, criando na galeria um ambiente de dança de salão, um baile, com mesas, luzinhas, bar. As artistas experimentam e propõem a experiência desta dança, uma linguagem em que estão em jogo a relação entre pares, a ocupação do espaço e a habilidade em lidar com tempos e contratempos, questões que permeiam outros trabalhos desta exposição.

Dentre os trabalhos apresentados, “Capa Morada”, de Cinthia Marcelle, série de fotografias que narra um processo de inserção numa outra cidade. O trabalho foi realizado durante uma residência da artista do Programa Very Real Time na Cidade do Cabo, em 2003. Marilá Dardot mostra, entre outros, “A meia noite é também o meio dia”, um relógio alterado em que os ponteiros andam com a velocidade reduzida pela metade. O relógio “abre” a exposição, propondo a quem entra na galeria um tempo modificado, mais lento. Sara Ramo traz “Selva-me”, vídeo em que há a delimitação precisa de um campo visual retangular que vai sendo ocupado por uma composição aparentemente aleatória, mas cuidadosamente construída, como uma pintura (o vídeo é feito de trás para frente).

As três artistas, residentes em Belo Horizonte, já trabalharam outras vezes em parceria antes e durante o período de 2003, quando foram selecionadas para a Bolsa Pampulha, do Museu de Arte da Pampulha. A curadoria foi feita pelas três artistas, que assinam também um texto sobre a exposição.

Cinthia Marcelle e Marilá Dardot foram selecionadas para o Rumos Itaú Cultural de 2002, participaram do Sábado de Performances, e Sara Ramo expôs no Panorama da Arte Brasileira 2003, no Museu de Arte Moderna de São Paulo, entre outras.