Exposies

DE 25/07/2019 - 24/08/2019 A

 

(2019)

A Vermelho apresenta, de 25 de julho a 24 de agosto, Ka’rãi, a nona exposição individual de Dora Longo Bahia na galeria. Longo Bahia apresenta desenhos, pinturas, obras em Realidade Aumentada e um objeto produzidos nos últimos 4 anos. O título da exposição vem da expressão Tupi para “rasgar com as garras” ou “arranhar”, e está na origem da palavra Carcará, que designa a ave de rapina que habita o centro e o sul da América do Sul.

A Sala Antonio de projeção recebe o projeto Cripta, proposição do grupo Depois do fim da arte, que é composto por participantes do grupo de pesquisa de mesmo nome coordenado por Longo Bahia. A artista tem como prática ceder parte do espaço de suas exposições aos grupos de estudo coordenados por ela desde 2001, quando incluiu seus alunos na individual Quand les attitudes déforment les altitudes, no Forum D’Art Contemporain, em Sierre, na Suiça. Desde então, o procedimento já foi repetido em exposições comerciais e institucionais, como na 28ª Bienal de São Paulo, em 2008, quando o grupo levava o nome Anarcademia.

Dora Longo Bahia _ Ka’rãi

Dora Longo Bahia reúne em Ka’rãi obras produzidas desde 2016 onde reflete sobre a conjuntura política atual do Brasil. O título relaciona a unidade da força aérea nazista, Legião Condor, que serviu junto aos nacionalistas durante a Guerra Civil Espanhola, e que foi responsável pelo bombardeio de Guernica, na Espanha, com a Operação Condor. A Operação foi uma aliança militar e política entre a CIA, dos Estados Unidos, e os regimes militares da América do Sul. Ka’rãi, que quer dizer “rasgar” ou “arranhar” em Tupi e é também a origem da palavra carcará, animal que desde 2006 é o símbolo da ABIN (Agência Brasileira de Inteligência). Na época da mudança do símbolo, o então diretor da agência justificou a escolha do animal dizendo que o carcará é uma ave que tem altivez, nacionalismo, visão aguda e controle do território.

Fuga (terceira voz)

Fugas são composições polifônicas, onde uma melodia se sobrepõe a outra. As fugas são estruturadas por um sujeito, que estabelece o tema principal da composição e por subsequentes vozes, que estabelecem variações ao tema principal.

Em sua série de pinturas denominadas Fuga (2019), Dora Longo Bahia propõe experiências de Realidade Aumentada onde uma pintura leva a outra por meio do uso de um aplicativo que revela imagens encobertas. Em Ka’rãi estão presentes o sujeito e a terceira voz da série.

Fuga (Sujeito), instalada na fachada da galeria, apresenta-se como uma pincelada vermelha que, por meio do aplicativo Fuga é substituída pelo vídeo de um rosto feminino que grita na entrada da exposição. Fuga (terceira voz) é composta por seis telas verticais com pinturas abstratas em suas faces frontais. Ao utilizar o aplicativo, o observador pode ver retratos que estão pintados no verso de cada tela. Enquanto na primeira voz os retratos eram de mulheres que foram obrigadas a deixar seus países devido a conflitos políticos ou a desastres naturais, na segunda voz as retratadas integram os grupos mais suscetíveis a se tornar vítimas de violência no Brasil. Agora, na terceira voz, foram retratadas mulheres perseguidas, torturadas ou assassinadas pelas ditaduras militares de cada um dos países da América do Sul que se alinharam aos Estados Unidos durante a Operação Condor (1968-1989): Argentina, Chile, Uruguai, Paraguai, Bolívia e Brasil. Durante o uso do aplicativo, o espectador pode ler mais sobre cada um desses vínculos políticos e seus resultados.

O condor e o carcará

Nos dois dípticos chamados O condor e o carcará (2019), Longo Bahia justapõe a reprodução de uma cartela de cupons de racionamento da Guerra Civil Espanhola e uma versão atualizada ligada a política brasileira recente. Tanto a frente das cartelas, com iconografia referente ao período da guerra espanhola, quanto o verso dividido em cupons, foram alteradas para incluir o Brasil atual. Dobradiças instaladas no trabalho permitem que observador manipule as obras.

Paraíso - Consolação (projeto para a Avenida Paulista)

Originalmente concebido para serem expostos em banners ao longo do canteiro central da Avenida Paulista, o conjunto de desenhos de Paraíso - Consolação (projeto para Avenida Paulista) (2019) reproduz retratos de indígenas da Amazônia que encaram o espectador.

A Girl A Gun - American Shot

O conjunto de desenhos de A Girl A Gun – American Shot é baseado em uma coleção de imagens reunidas por Longo Bahia, a partir de filmes, onde mulheres empunham armas. O termo american shot, ou plano americano, refere-se, no cinema, à posição de câmera que enquadra o ator dos joelhos para cima. O plano foi popularizado no cinema norte-americano dos anos 1930 e 1940, em especial nos filmes “Western”, já que poderia enquadrar os cowboys enquanto sacavam a arma de seus coldres. A Girl A Gun – American Shot, é composta por 195 das imagens colecionadas por Longo Bahia.

Revoluções (projeto para calendário)

O conjunto de desenhos de Revoluções (projeto para calendário) (2016) retrata doze revoluções ocorridas em diferentes países e períodos e foi concebido para tornar-se um calendário. Os desenhos são organizados na sequência mensal em que ocorreram.

Fogo

Fogo (2019), retrata em serigrafias sobre mantas térmicas de alumínio (do mesmo tipo utilizado por bombeiros em socorros à vítimas durante resgates), dez instituições culturais brasileiras que foram consumidas por incêndios nos últimos dez anos.

MASP X FIESP

MASP X FIESP (2019) é um modelo formado por blocos de concreto celular e garrafas de coquetel molotov com diferentes tipos de gasolina e diesel simula o trecho da Avenida Paulista (São Paulo) onde estão localizados o MASP e o prédio da FIESP. Duas garrafas com ecoline e óleo diesel representam as pilastras vermelhas do museu e duas garrafas com ecoline e diferentes tipos de gasolina (uma verde e uma amarela) representam o prédio da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo.

Lava Jato

Em Lava Jato (2018), Dora Longo Bahia pintou por cima de 98 páginas da revista pornográfica brasileira Brazil Pocket Hard, imagens que representam as 84 fases da Operação Lava Jato que precedem a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

*

EXPOSIÇÃO
Dora Longo Bahia – Ka’rãi
FACHADA
Dora Longo Bahia – Fuga (Sujeito)
Sala Antonio:
Depois do fim da arte – Cripta

ABERTURA: 25 de Julho das 20h às 23h
PERÍODO: 25 de Julho a 24 de Agosto de 2019

LOCAL: Vermelho
Rua Minas Gerais, 350 _ 01244-010 _ São Paulo, SP
tel.: +55 11 3138 1520
www.galeriavermelho.com.br

MAIS INFORMAÇÕES: gabriel@galeriavermelho.com.br
ENTRADA GRATUITA