Exposies

Espelho Diário

DE 04/06/2019 - 29/06/2019 A

 

(2019)

Espelho diário foi lançado em 2001 como uma videoinstalação em dois canais que registra uma performance de Rosângela Rennó para a câmera de vídeo. Elaborado como um diário íntimo, o trabalho mostra um ano na vida de uma personagem fictícia chamada Rosângela durante 121 minutos. O texto de base do monólogo que guia a obra foi escrito a partir de uma colagem de textos jornalísticos colecionados por Rennó durante oito anos a partir de notícias relacionadas a mulheres chamadas Rosângela. A cronologia do diário foi construída a partir do dia e do mês de publicação de cada uma dessas notícias, sem levar em conta o ano da notícia. O diário foi reescrito pela escritora mineira Alícia Duarte Penna, que ordenou o material em forma de monologo e roteiro. A unicidade da personagem - fragmentada, onírica e não lógica - é dada pela artista que interpreta esse ser inexistente. O título Espelho Diário, faz referência ao tabloide sensacionalista inglês de mesmo nome, Daily Mirror. A Vermelho exibe pela primeira vez a versão monocanal da instalação que comemora 18 anos em 2019.